11ª Copa Sindilegis chega ao fim e competidores afirmam renovação para as lutas políticas

renovação para as lutas políticas

Depois de três dias de jogos, participantes retornarão a seus estados mais dispostos para enfrentar as lutas pelos direitos dos servidores

Mais uma Copa Sindilegis chegou ao final, mas desta vez com um diferencial: os servidores-atletas que participaram desta edição, em Maceió (AL), afirmaram, com o encerramento da competição, o fortalecimento da categoria. Isso porque, apesar das disputas esportivas, ninguém esqueceu as batalhas enfrentadas pelos servidores públicos fora do evento.

Desde o início da competição, que ocorreu entre os dias 11 e 14 de setembro, a diretoria do Sindilegis destacou, por diversas vezes, a importância da união entre os servidores em um momento tão difícil para a categoria. “Estamos aqui confraternizando, mas também investindo na união necessária para a nossa luta lá fora. O esporte nos ensina muito, especialmente a ter perseverança e dedicação focando em nossos objetivos”, afirmou o presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão.

A família do servidor Osvaldo de Araujo (RJ) recebeu uma placa em homenagem in memorian

A cerimônia de encerramento contou com show de humor, homenagem ao servidor falecido do Rio de Janeiro, Orlando de Araujo, música e muita confraternização. Na ocasião, o Rio de Janeiro (RJ) foi anunciado como a próxima sede dos jogos da Copa Sindilegis 2020.

Permambuco foi consagrado campeão geral da 11ª Copa Sindilegis

Na ocasião, o Pernambuco foi consagrado como campeão geral do evento. Além disso, foram anunciados o melhor artilheiro (Michel Afonso – RJ), a defesa menos vazada (Secex-PE) e a melhora jogadora de vôlei (Sebastiana Amorim).

Confira os cliques dessa noite especial: