Eliminatórias do futebol animam a torcida na 11ª Copa Sindilegis

Até que a sexta-feira 13, dia das finais do futebol, foram de sorte para uns e azar para outros.  Na disputa das semifinais, Alagoas enfrentou o time formado por Rio de Janeiro/Ceará; e no outro campo, Senado Federal disputou a outra vaga da final contra Pernambuco/São Paulo. Rio/Ceará levou a melhor nesta etapa: abriu vantagem no placar em 2 a 0, mas acabou tomando um gol no final da partida. Ainda assim, se classificou.

Fotos: Carlos Grillo

Enquanto isso, um gol foi o suficiente para passar o Pernambuco/São Paulo para a grande final sobre o time do Senado, composto por um jogador ilustre: o presidente do Sindicato, Petrus Elesbão. Ele até tentou marcar, mas a defesa pernambucana estava acirrada e garantiu que a rede não balançasse em toda a competição: não tomou um golzinho sequer!

Na disputa do terceiro colocado, Alagoas venceu por 2 a 1 em cima dos atletas do Senado e levou a medalha de bronze.

Já a grande final foi disputadíssima! Muita marcação e lances perigosos na área. O equilíbrio das equipes do Rio/Ceará e Pernambuco foi tamanho, que a decisão teve que ir para os pênaltis.

Na hora da cobrança, praticamente todos os atletas marcaram gol, mas uma “contratação” que deve ser revista na próxima Copa é do jogador Alison Sousa, que até então jogava pelo time do São Paulo e agregou ao de Pernambuco. Chutou à direita do goleiro, que pegou em cheio a bola, definindo o resultado da partida.

No fim, Pernambuco ficou com a prata e o Rio/Ceará levou o troféu de campeão para casa! Ao final das premiações, a equipe do Rio ainda prestou uma bela homenagem ao colega do TCU, Orlando de Araújo, que faleceu em agosto devido à um câncer. Todos em campo o aplaudiram.

Classificação

1º lugar: Rio/Ceará

2º lugar: Pernambuco

3º lugar: Alagoas